Pastoral da Comunicação

Pascom - Pastoral da ComunicaçãoCoordenadoras: Silvana e Sidnéia

Reuniões: mensais, em dias alternados.

 

Sobre a Pastoral da Comunicação

A Pascom nasce do desenvolvimento da conjugação entre a importância dos meios de comunicação, estratégias da comunicação e o processo de comunicação no âmbito da evangelização. Evangelizar, para a Igreja, é levar a Boa Nova a todas as parcelas da humanidade, em qualquer meio e latitude, e pelo seu influxo transformá-las a partir de dentro e tornar nova a própria humanidade:

"Eis que faço de novo todas as coisas" (Ap 21,5). (Evangelii nuntiandi 17).

“Toda a Igreja é missionária. A obra da evangelização é um dever fundamental do Povo de Deus.” (Ad Gentes 25)

A Pascom se insere na vida da Igreja não como uma Pastoral a mais, mas para dar maior comunicação às outras pastorais e seu conjunto: é suporte para as outras pastorais, a Igreja.
É atividade de salvação de Jesus Cristo de onde vem toda a atividade da Igreja, que tem como tarefa de alcançar todos os seres humanos para que possam obter a Vida para sempre.
Querendo indicar em síntese a expressão PASCOM na perspectiva de uma consciência teológica, precisa chamar a relação mútua de: comunicação-promoção humana e espiritual. Somos tanto mais humanos, quanto mais cresce a nossa capacidade pessoal de comunicação.
Uma pastoral que não tem o grau da verdadeira comunicação é destinada a não alcançar o seu objetivo.

A pastoral da comunicação passa por dentro de todas as outras pastorais, movimentos e serviços, levando o oxigênio da comunicação a todos os órgãos do corpo místico de Cristo. O isolamento de um órgão, impedindo a circulação da comunicação, gera o mal- estar na pastoral de conjunto.

PASCOM SERVE PARA:
- Para evangelizar, resgatando o verdadeiro sentido da comunicação
- Para dar unidade
- Para construir comunhão
- Para promover a pessoa
- Para planificar a comunicação em âmbito eclesial
- Para capacitar comunicadores cristãos
- Para motivar a vivência da mística e da espiritualidade cristã, na vida e nas práticas profissionais dos comunicadores cristãos.

PASCOM NA PARÓQUIA

A Pascom não deve fazer um trabalho isolado dentro da paróquia, deve trabalhar junto com as demais pastorais, movimentos e serviços. Vejamos alguns exemplos dessas atividades.

Acolhida: Nas missas e nas celebrações, na secretaria da paróquia.
Mural (informações): Organizações e notícias atualizadas.
Avisos (Final das missas): Redação padronizada, rápidos e objetivos.
Divulgação (Vida da Paróquia): O que acontece no dia-a-dia; trabalho das equipes paroquiais.
Arquivo: A vida da Paróquia deverá ser preservada (História).
Fotografia e Vídeo: Documentação dos eventos da Paróquia.
Boletim (Jornal impresso).
Rádio: Viabilizar a rádio e/ou programas.
Site (internet): Produção e atualização.

ESTUDO: Para que o trabalho seja desenvolvido com profissionalismo, sem atropelos e improvisações, é fundamental que todos os agentes da Pascom, busquem se capacitar: mas não basta a capacidade técnica, é necessário também, buscar a formação espiritual.

Fonte: paroquiasfrancisco.com/2010/07/pascom-para-que-serve.html

 

Para mais informações sobre as Pastorais e Movimentos da Paróquia Santo Agostinho entre em contato com a Secretaria Paroquial pelo telefone: (12) 3949 – 1515.

 

<< Voltar para a lista de Pastorais e Movimentos

Deixe uma resposta